dezembro 30, 2013

Votos de Feliz Ano Novo de 2014

Amigos e Amigas,



A Biblioteca Municipal Lídia Jorge de Albufeira deseja a todos um excelente Ano Novo, repleto de saúde, felicidade, prosperidade e muitas alegrias...


Mas também muitas Leituras...


Boas Leituras em 2014...

dezembro 23, 2013

Foi Assim o Atelier de Trab de Manuais de 20 Dez 2013

No dia de 20 de Dezembro 2013 realizou-se o 2º dia do Atelier de Trabalhos Manuais "Pequenas Lembranças de Natal» na Biblioteca Municipal de Albufeira, entre as 10 h. e as 13h. onde participaram 12 crianças com idades entre os 6 e os 10 anos.

O trabalho manual realizado foi uma «Grinalda de Natal» para enfeitar a casa ou a porta  de entrada nesta época natalícia.

Mas desta vez optou-se por realizar uma "Grinalda Doce", ou seja, decorada com biscoitos, cupcakes e chupa-chupas...
                                                   A Grinalda Doce de Vicente Cavaco:


E os trabalhos já finalizados:


O grupo todo reunido para a foto:


E ainda houve tempo para aproveitar os muitos Livros disponíveis na Biblioteca e realizar algumas leituras:


Obrigado pela vossa participação nas atividades de Natal, Amigos Amigas
Votos de um Feliz Natal para todos...

Foi Assim o "À Tua Escolha do Menu de Histórias" e Atelier de Trab Manuais de 19 Dez 2013

No dia 19 de Dezembro 2013, participaram 10 crianças com idades entre os 6 e os 10 anos no "À Tua Escolha do Menu de Histórias" e no 1º Atelier de Trabalhos Manuais "Pequenas Lembranças de Natal" que decorreu na Biblioteca Municipal Lídia Jorge de Albufeira, entre as 10 h. e as 13h.

A história eleita pelo grupo para ser apresentada foi: «Um Beijo para o Pai Natal»


A leitura da história foi realizada pelo Vicente Cavaco e o Diogo Veríssimo, que leram esta aventura com muito entusiasmo para os seus colegas.


Depois, no Atelier de Trabalhos Manuais as crianças realizaram uma "Casa de Natal" decorada com diferentes figuras que habitualmente estão ligadas ao Natal, como o Boneco de Neve ou a árvore de Natal. 
Uma lembrança única para decorar a mesa de Natal na noite da ceia.

 Aqui ficam as fotos dos trabalhos realizados:



Obrigado pela vossa dedicação, Amigos e Amigas..

Foi Assim o "À Tua Escolha do Menu de Filmes" e Atelier Pinturas & Rabiscos 2013

No dia 18 Dezembro 2013, um grupo de 9 crianças com idades entre os 6 e 10 anos, participou no "À Tua Escolha do Menu de Filmes", que decorreu na Biblioteca Municipal Lídia Jorge de Albufeira, entre as 10 h. e as 13 h.

O filme escolhido por todos foi: «Capuchinho Vermelho - a Verdadeira História»



Este filme de animação conta uma história moderna do Capuchinho Vermelho, ao melhor estilo policial, com um menina respondona, um lobo jornalista infiltrado, uma avozinha radical e um lenhador que… não passa de um actor. Depois das receitas de doces do bosque estarem a ser roubadas e do Lobo Mau ter entrado na casa da avozinha, o filme foca-se nos depoimentos das personagens, com o bónus de todas elas assentarem em perspectivas diferentes.

De seguida, as crianças realizaram Cartões de Natal para oferecer aos amigos e familiares nesta época em que se privilegia o carinho, o amor e a amizade.



dezembro 12, 2013

Comemoração do Aniversário da Biblioteca Municipal de Albufeira

Amigos e Amigas

A Biblioteca Municipal Lídia Jorge de Albufeira comemora este mês de Dezembro o seu 9º Aniversário, para assinalar a data, no sábado, dia 14 Dezembro 2013, será apresentado um conto especial, na sala polivalente, pelas 16 horas.

Adaptação da história:

«GRUNXO E RONCÃO»




Para Pais e Filhos a partir dos 4 anos

Entrada Livre


Apareçam 
E venham celebrar o Aniversário da Biblioteca Municipal Lídia Jorge de Albufeira


dezembro 10, 2013

Vamos Lembrar: Dia Internacional dos Direitos Humanos

O Dia Internacional dos Direitos Humanos é celebrado anualmente a 10 de Dezembro.

A data visa homenagear o empenho e dedicação de todos os cidadãos defensores dos direitos humanos e pôr um fim a todos os tipos de discriminação, promovendo a igualdade entre todos os cidadãos.

A celebração da data foi escolhida para honrar o dia em que a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou, a 10 de Dezembro de 1948, a Declaração Universal dos Direitos do Homem.

Eleanor Roosevelt exibe cartaz contendo a Declaração Universal dos Direitos Humanos (1949). 
Na imagem em cima: Eleanor Roosevelt exibe cartaz contendo a Declaração Universal dos Direitos Humanos 

Esta declaração foi assinada por 58 estados e teve como objectivo promover a paz e a preservação da humanidade após os conflitos da 2ª Guerra Mundial que vitimaram milhões de pessoas.

A Declaração Universal dos Direitos do Homem enumera os direitos humanos básicos que devem assistir a todos os cidadãos.


Este dia é um dos pontos altos na agenda das Nações Unidas, decorrendo várias iniciativas a nível mundial de promoção e defesa dos direitos do homem.

O dia 10 de Dezembro é também marcado pelo entrega do Prémio Nobel da Paz.
Comemoração do Dia dos Direitos Humanos em Portugal

Em Portugal, a Assembleia da República reconheceu a grande importância da Declaração Universal dos Direitos do Homem ao aprovar, em 1998, a Resolução que vigora até hoje, na qual deixou instituído que o dia 10 de Dezembro deveria ser considerado o Dia Nacional dos Direitos Humanos.



Em 2013 a data é comemorada sob o lema "20 anos a trabalhar pelos seus direitos", celebrando vinte conquistas de direitos humanos das últimas duas décadas, entre as quais:
  • A universalidade e a indivisibilidade dos direitos civis e políticos e dos direitos económicos, sociais e culturais;
  • A integração dos direitos humanos nos assuntos de paz, segurança e desenvolvimento;
  • O reconhecimento dos direitos das mulheres como direitos humanos fundamentais;
  • A inclusão dos direitos das minorias na agenda internacional.
As Nações Unidas prestam assim homenagem ao Alto Comissariado para os Direitos Humanos, criado em 1993, no mesmo ano em que foram adotados, na Conferência Mundial sobre Direitos Humanos (Viena, 14 a 25 de Junho de 1993), a Declaração e o Programa de Ação de Viena, documentos fundamentais que marcaram o início de um esforço renovado na proteção e promoção dos direitos humanos.



Aqui fica um pequeno video acerca da Declaração Universal dos Direitos do Homem:




Atividades nas Férias de Natal na Biblioteca Municipal de Albufeira

Amigos e Amigas, 

Durante as Férias escolares de Natal, nos dias 18, 19 e 20 Dezembro 2013 e nos dias 2 e 3 de Janeiro 2014,  haverá atividades no setor infanto- juvenil da Biblioteca Municipal Lídia Jorge de Albufeira, para crianças dos 6 aos 12 anos de idade.

Para participar é necessário realizar inscrições prévias.

Aqui fica o cartaz do Programa de Natal:



As Inscrições são gratuitas e já estão abertas.

Até breve...

dezembro 05, 2013

Contos ao Entardecer na Biblioteca Municipal de Albufeira

Amigos e Amigas,

Na próxima sexta-feira, dia 6 Dezembro 2013, haverá "Contos ao Entardecer" na Biblioteca Municipal Lídia Jorge de Albufeira pelas 18 horas.


Apresentação da história «Natal nas Asas do Arco-Íris» de Alice Cardoso


Dinamização por: Urânia Simões

Para Pais e Filhos dos 4 aos 8 Anos

Entrada Livre

Apareçam Amigos e Amigas...


Vamos Lembrar: Dia do Voluntário

O Dia Internacional do Voluntariado é celebrado no dia 5 de Dezembro.

A data tem como objetivo incentivar e valorizar o serviço voluntário em todo mundo.
A data foi proclamada em Dezembro de 1985 pelas Nações Unidas.

O Voluntariado em Portugal

Em Portugal, o voluntariado tem vindo a aumentar, tanto ao nível das organizações que promovem o voluntariado, como do número de voluntários.


Ainda assim, o número de voluntários em Portugal é mais reduzido face à média europeia.

O voluntariado é um ato de cidadania e é cada vez mais uma componente importante no percurso de vida das pessoas, contribuindo para reduzir as disparidades sociais e para promover a necessidade e dever de ajudar o próximo.



Queres tornar-te Voluntário?

Obtém informações nos seguintes sites:








dezembro 01, 2013

Vamos Lembrar: Dia da Restauração da Independência

A Restauração da Independência é a designação dada à revolta dos portugueses, iniciada em 1 de Dezembro de 1640, chefiados por um grupo designado de Os Quarenta Conjurados e que se alastrou por todo o país, contra a tentativa da anulação da independência do Reino de Portugal pela governação da Dinastia Filipina, e que vem a culminar com a instauração da 4ª Dinastia Portuguesa que parte da casa de Bragança.


A data é assinalada anualmente em Portugal no dia 1 de Dezembro, que é considerado o dia da Independência.

A partir deste ano de 2013, o dia 1 de Dezembro deixou de ser considerado feriado, de acordo com uma decisão do presente governo.


Um pouco da história resumida:

Tudo começou em finais do séc. XVI: o rei de Portugal era D. Sebastião. 

Em 1578, D. Sebastião morreu na batalha de Alcácer-Quibir, no norte de África. Portugal ficou, assim, sem rei, pois D. Sebastião era muito novo e ainda não tinha filhos, não havia herdeiros directos para a coroa portuguesa.


Assim, quem subiu ao trono foi o Cardeal D. Henrique, que era tio-avô de D. Sebastião. Mas só reinou durante dois anos porque nem todos estavam de acordo com ele como novo rei.

Mas atenção: estas coisas nunca são simples, houve muitos pretendentes e isto deu muita confusão... 

Em 1580, nas Cortes de Tomar, Filipe II, rei de Espanha, foi escolhido como o novo rei de Portugal. A razão para a escolha foi simples: Filipe II era filho da infanta D. Isabel e também neto do rei português D. Manuel, por isso tinha direito ao trono. 

Nesta altura, era frequente acontecerem casamentos entre pessoas das cortes de Portugal e Espanha, o que fazia com que houvesse espanhóis que pertenciam à família real portuguesa e portugueses que pertenciam à família real espanhola. 

Durante 60 anos, viveu-se em Portugal um período que ficou conhecido na História como "Domínio Filipino". Depois do reinado de Filipe II (I de Portugal), veio a governação de Filipe III (II de Portugal) e Filipe IV (III de Portugal). Estes reis governavam Portugal e Espanha ao mesmo tempo, como um só país.

Os portugueses acabaram por revoltar-se contra esta situação e, no dia 1 de Dezembro de 1640, puseram fim ao reinado do rei espanhol num golpe palaciano (um golpe só para derrubar o rei e o seu governo).