dezembro 21, 2012

Boas Festas

A BIBLIOTECA MUNICIPAL LÍDIA JORGE DE ALBUFEIRA DESEJA A TODOS :


&


Foi assim o 2º «À Tua escolha do Menu de Filmes» e o 2º Atelier «Pinturas & Rabiscos»

O 2º «À Tua escolha do Menu de Filmes» e o 2º Atelier «Pinturas & Rabiscos» realizaram-se no dia 21 de Dezembro na Biblioteca Municipal e contaram com a presença de 13 crianças, com idades entre os 6 e os 9 anos.

No «À Tua escolha do Menu de Filmes», as crianças escolheram dois pequenos filmes para assistir: «A Viagem de Popeye» e «Sabrina - a Feiticeira»



No atelier «Pinturas & Rabiscos» as crianças pintaram desenhos alusivos a esta época festiva e fizeram cartões de boas festas para oferecer à familia e ainda puderam cosultar alguns livros.






Obrigados a todos os Amigos e Amigas que participaram no programa de actividades de Natal da Biblioteca Municipal Lídia Jorge de Albufeira !!!!!


Foi Asim o 2º Atelier de Trabalhos Manuais «Pequenas Artes de Natal»

O segundo atelier de trabalhos manuais «Pequenas Artes de Natal» e o segundo «À tua Escolha do Menu de Histórias» aconteceram no dia 20 de Dezembro na Biblioteca Municipal. Participaram 14 crianças, com idades entre os 6 e os 11 anos.

No «À tua Escolha do Menu de Histórias», as crianças escolheram o livro «Histórias de Natal» que apresenta várias histórias e algumas propostas de actividades para os mais pequenos fazerem. A história lida foi «A Dieta do Pai Natal».


Depois, no atelier de trabalhos manuais, as crianças fizeram uma Bota de Natal, para pendurar, feita de feltro e decorada com diferentes figuras.

Aqui ficam as fotos dos trabalhos:







Obrigado a todos os amigos e amigas que participaram nas actividades !!!

dezembro 19, 2012

Foi assim o «1º À tua Escolha do Menu de Filmes» e o Atelier «Pinturas & Rabiscos»

O «1º À tua Escolha do Menu de Filmes» e o Atelier «Pinturas & Rabiscos» realizaram-se no dia 19 Dezembro na Biblioteca Municipal, no periodo da manhã. Participaram 13 crianças, com idades entre os 6 e os 11 anos.

No «À tua Escolha do Menu de Filmes», o filme eleito pelas crianças foi:

«Atlântida - O regresso de Milo»


Depois do filme, as crianças realizaram cartões de Natal, coloriram desenhos alusivos a esta época e também consultaram alguns livros.








Obrigado a todos os amigos e amigas pela visita !!


Foi assim o 1º Atelier de Trabalhos Manuais «Pequenas Artes de Natal»

O 1º Atelier de Trabalhos Manuais «Pequenas Artes de Natal» aconteceu no dia 18 Dezembro, na Biblioteca Municipal, entre as 10h 30m e as 13h. Nas atividades participaram 14 crianças, com idades entre os 6 e os 11 anos.

O atelier começou com o «À tua Escolha do Menu de Histórias», o livro escolhido pelas crianças, para ser lido foi:
«Numa Noite de Natal»


Depois, deu-se inicio aos trabalhos manuais. As crianças fizeram uma coroa alusiva à época natalícia, para enfeitar a porta. Os materiais utilizados foram cartão, cortiça, cartolinas, entre outros.

Aqui ficam algumas fotos dos trabalhos da criançada:




Obrigado a todos os amigos e amigas que participaram neste Atelier !!

dezembro 14, 2012

Biblioteca Nacional de Portugal - Livros Digitalizados a pedido

A Biblioteca Nacional de Portugal aderiu ao EOD – eBooks on Demand, um serviço de digitalização a pedido de livros completos que estão no domínio público.


A EOD é uma rede europeia de digitalização de obras de domínio público, lançada  em outubro de 2006, no âmbito do Projeto “Digitisation on Demand”, cofinanciado  pelo programa europeu eTEN, de apoio às redes transeuropeias de telecomunicações.

As bibliotecas europeias possuem milhares de livros raros que, pela sua antiguidade e valor, muitas vezes só podem ser consultados presencialmente nessas mesmas bibliotecas.

Com o serviço EOD, estes tesouros escondidos estão agora disponíveis para qualquer pessoa – à distância de um clique.

Os utilizadores podem, a partir de qualquer parte do mundo, encomendar um livro eletrónico através dos catálogos das bibliotecas da rede EOD; as bibliotecas recebem o pedido e digitalizam a obra pretendida, enviando-a ao utilizador em formato Pdf. O livro digitalizado é posteriormente integrado nos repositórios digitais de cada biblioteca participante, ficando disponível na Internet.

O serviço EOD contava com a participação de 13 bibliotecas de 8 países europeus, tendo terminado em Junho de 2008.
Nessa altura, as 13 bibliotecas formaram uma rede autofinanciada, que atualmente conta já com a participação de mais de 30 instituições, entre as quais a BNP, que disponibiliza o serviço para digitalização de obras do Fundo Geral publicadas entre 1700 e 1850.

FONTE:


Descobre mais, visitando o site da BIBLIOTECA NACIONAL DE PORTUGAL:


dezembro 05, 2012

Dia Internacional do Voluntário - 5 de Dezembro

Há 25 anos a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o dia 5 de Dezembro como o Dia Internacional do Voluntariado.

O Voluntariado pode ser definido como “O conjunto de acções de interesse social e comunitário, realizadas de forma desinteressada por pessoas, no âmbito de projectos, programas e outras formas de intervenção ao serviço dos indivíduos, das famílias e da comunidade, desenvolvidos sem fins lucrativos por entidades públicas ou privadas”. (art.º 2.º da Lei n.º 71/98, de 3 de Novembro)
Segundo um estudo da Universidade Católica de 2008, cerca de 1,5 milhões de portugueses estão envolvidos em acção de voluntariado, representando o seu trabalho activo como voluntários 675 milhões de euros por ano.

FONTE: http://www.estesl.ipl.pt/noticias/dia-internacional-do-voluntariado-5-de-dezembro




dezembro 04, 2012

Atividades de Natal 2012 na Biblioteca Municipal de Albufeira

Amigos e Amigas
Se quiserem ocupar os tempos livres, durante as férias escolares do Natal, a Biblioteca Municipal Lídia Jorge de Albufeira irá ter diversas atividades, nos dias 18, 19, 20 e 21 de Dezembro, das 10h 30m às 13h. As atividades são gratuitas e para participar tem de se realizar inscrições antes, no setor infanto-juvenil da Biblioteca.




dezembro 03, 2012

Vamos Conhecer: Antoine de Saint Exupéry

Antoine de Saint Exupéry nasceu em 1900 e morreu em 1944, foi um escritor, ilustrador e piloto francês, conhecido pela autoria do livro o “Príncipezinho”.

Entre as suas famosas frases, podemos destacar: “O essencial é invisível aos olhos”.


Antoine-Jean-Baptiste-Marie-Roger Foscolombe de Saint-Exupéry nasceu em Lyon, França. Era o terceiro filho do conde Saint-Exupéry e da condessa Marie Foscolombe.

Estudou no colégio jesuíta Notre Dame de Saint Croix. E mais tarde, estudou no colégio de maristas, em Friburgo, na Suíça. Entrou para o serviço militar na aviação depois de ter sido reprovado para a Escola Naval. Tornou-se piloto civil e subtenente da reserva. Atuou também como piloto de linha. Foi cabo militar no sul de Marrocos, negociando com pilotos detidos nos acidentes ocorridos naquele local.

Antoine de Saint-Exupéry escreveu em jornais e revistas francesas. Assuntos como a guerra civil e a ocupação alemã da França foram temas recorrentes nos seus textos.

Antoine de Saint Exupéry morreu num acidente de avião, em 31 de julho de 1944, provavelmente, perto da baía de Carqueiranne, em Toulon. O seu corpo nunca foi identificado.

O seu livro mais famoso é o “Príncipezinho".

Le Petit Prince pode parecer simples, porém apresenta personagens plenas de simbolismos: o rei, o contador, o geógrafo, a raposa, a rosa, o adulto solitário e a serpente, entre outros.

O personagem principal vivia sozinho num planeta do tamanho de uma casa que tinha três vulcões, dois ativos e um extinto. Tinha também uma flor, uma formosa flor de grande beleza e igual orgulho. Foi o orgulho da rosa que arruinou a tranquilidade do mundo do pequeno príncipe e o levou a iniciar uma viagem que o trouxe finalmente à Terra, onde encontrou diversos personagens, a partir dos quais conseguiu repensar o que é realmente importante na vida.

O romance mostra uma profunda mudança de valores, e sugere ao leitor quão equivocados podem ser os nossos julgamentos, e como eles podem levar-nos à solidão. O livro eva-nos à reflexão sobre a maneira de nos tornarmos adultos, entregues às preocupações diárias, e esquecidos da criança que fomos e somos.

Outras obras e textos de Antoine de Saint Exupéry:
O aviador (1926);
Correio do Sul (1929);
Vôo nocturno (1931);
Terra de Homens (1939);
Piloto de guerra (1942);
Carta a um refém (1944);
Cidadela (1948);
Cartas da juventude (1953);
Cadernos (1953);
Cartas à mãe (1944);
Escritos de guerra (1982).

* Apesar de ter falecido em Julho de 1944, alguns textos apenas foram publicados após a sua morte.

FONTE: http://www.e-biografias.net/antoine_de_saint_exupery/

dezembro 01, 2012

Vamos Lembrar: Dia da Restauração da Independência

A Restauração da Independência é a designação dada à revolta dos portugueses, iniciada em 1 de Dezembro de 1640, chefiados por um grupo designado de Os Quarenta Conjurados e que se alastrou por todo o país, contra a tentativa da anulação da independência do Reino de Portugal pela governação da Disnastia Filipina, e que vem a culminar com a instauração da 4ª Dinastia Portuguesa que parte da casa de Bragança.

A data foi comemorada anualmente em Portugal por um feriado no dia 1 de Dezembro, que é considerado o dia da Indepêndencia.
A partir de 2013, o 1 de Dezembro deixa de ser considerado feriado, de acordo com a decisão do presente governo.

Um pouco da história resumida:

Tudo começou em finais do séc. XVI: o rei de Portugal era D. Sebastião.

Em 1578, D. Sebastião morreu na batalha de Alcácer-Quibir, no norte de África. Portugal ficou, assim, sem rei, pois D. Sebastião era muito novo e ainda não tinha filhos, não havia herdeiros directos para a coroa portuguesa. 


Assim, quem subiu ao trono foi o Cardeal D. Henrique, que era tio-avô de D. Sebastião. Mas só reinou durante dois anos porque nem todos estavam de acordo com ele como novo rei.

Mas atenção: estas coisas nunca são simples, houve muitos pretendentes e isto deu muita confusão... 


Em 1580, nas Cortes de Tomar, Filipe II, rei de Espanha, foi escolhido como o novo rei de Portugal. A razão para a escolha foi simples: Filipe II era filho da infanta D. Isabel e também neto do rei português D. Manuel, por isso tinha direito ao trono. 

Nesta altura, era frequente acontecerem casamentos entre pessoas das cortes de Portugal e Espanha, o que fazia com que houvesse espanhóis que pertenciam à família real portuguesa e portugueses que pertenciam à família real espanhola. 

Durante 60 anos, viveu-se em Portugal um período que ficou conhecido na História como "Domínio Filipino". Depois do reinado de Filipe II (I de Portugal), veio a governação de Filipe III (II de Portugal) e Filipe IV (III de Portugal). Estes reis governavam Portugal e Espanha ao mesmo tempo, como um só país.

Os portugueses acabaram por revoltar-se contra esta situação e, no dia 1 de Dezembro de 1640, puseram fim ao reinado do rei espanhol num golpe palaciano (um golpe só para derrubar o rei e o seu governo).