setembro 27, 2012

Dia Mundial do Turismo - 27 Setembro


O dia 27 de Setembro foi a data escolhida pelas Nações Unidas e pela Organização Mundial do Turismo, desde 1980, para celebrar as Comemorações do Dia Mundial do Turismo, este ano subordinado ao tema “Turismo & Energia Sustentável”.

Em Albufeira o dia vai ser assinalado com visitas guiadas, em português e inglês, ao Castelo de Paderne, classificado património de interesse público desde 1971. Inserido numa zona de paisagem com características do barrocal algarvio de grande riqueza ambiental, numa freguesia com mais de sete séculos de História, o Castelo de Paderne encontra-se, atualmente, encerrado ao público, sendo necessário efetuar marcação prévia para as visitas através dos técnicos do Museu Municipal de Arqueologia de Albufeira ou da Direção Regional de Cultura do Algarve.

O programa deste ano do Dia Mundial do Turismo tem por objetivo chamar a atenção dos visitantes para a necessidade de encarar o Turismo como uma atividade que deve ser integrada no desenvolvimento sustentável do concelho, que é conhecido como um dos centros turísticos mais importantes do sul da Europa, sendo que para transmitir esta mensagem a Autarquia escolheu um monumento inserido numa freguesia do interior, numa zona de grande valor patrimonial, ambiental e paisagístico.

No dia 27 as visitas estão agendadas para as 10h30 e para as 14h30 e o ponto de encontro é no Castelo. Mais informações ou marcações através do e-mail: turismo@cm-albufeira.pt

setembro 25, 2012

Hora do Conto - Outubro 2012

Amigos e Amigas,

A Hora do Conto regressa à Biblioteca Municipal Lídia Jorge no mês de Outubro, com duas novas histórias muito divertidas.

  • «A PEQUENA FEITICEIRA» - Editora Civilização - Coleção Pop- up

O livro conta a história de uma menina, que se chamava Silvia. Esta menina é muito mal educada e só quer fazer maldades. Certo dia ela conheceu uma feiticeira que vivia na floresta, e pediu-lhe para a ensinar a fazer magias de maldades.
Será que a feiticeira lhe fez a vontade?!...
"Entra" na história e e descobre o que acontece.... 




Mas não, a feiticeira ensinou-lhe que não se devem fazer maldades e que nos devemos portar bem.
  • «OS MONSTROS» - Editora Civilização - Coleção Pop- up


Nesta história, o Tomás tem medo do escuro, por isso tem imensos peluches que o acalmam quando chega a noite.
Para complicar, descobre que no armário vivem monstros...


O que lhe vai acontecer?
"Entra" no livro e participa com o Tomás nesta aventura engraçada!

CURIOSIDADE:

O que é um livro pop-up?

Estas imagens que parecem saltar das páginas quando abrimos o livro são chamadas de pop-up, uma dobradura feita com o maior cuidado, ou seja, as personagens da história parecem estar em 3Dimensões.
Nestes livros pode-se interagir com o cenário, conforme viramos as páginas, as figuras sobressaem nas folhas.

“Um livro pop-up exige um trabalho de arquitetura de papel muito sofisticado, mesmo o mais simples dele. E isso é algo para se respeitar.
A maioria dos livros pop-ups é divertida e está na fronteira do livro e do brinquedo, pois, quando a criança é pequena, tudo serve para brincar”, diz Bel Coelho, editora da Cosac Naify.

A história do livro pop-up é simples: começou em 1300 com livros feitos para explicar a astronomia, em três dimensões, e só depois de 600 anos é que passou a fazer parte da literatura infantil com um anuário chamado Daily Express Children’s. Mas até então, as imagens eram chamadas de ilustrações móveis. Só em 1930, com o escritor Harold Lentz, é que o termo pop-up surgiu.



Boas Leituras, Amigos e Amigas....

setembro 24, 2012

Projecto Internet Segura

PROJECTO INTERNET SEGURA

A utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) tem transformado profundamente a maneira como as pessoas vivem – como aprendem, trabalham, ocupam os tempos livres e interagem, tanto nas relações pessoais como com as organizações.

A par de todas as possibilidades e benefícios da utilização das TIC, nomeadamente no acesso ao conhecimento, na colaboração entre pessoas e organizações, na inclusão social e na criação de riqueza, é necessário assegurar, como para qualquer outro meio de interação, mecanismos e estratégias apropriados para minimização de eventuais abusos ou ilegalidades que ocorram com a utilização destas tecnologias.

A Comissão Europeia lançou em 1999 o programa Safer Internet, a que se seguiu em 2005 o programa Safer Internet Plus, com o objetivo de dinamizar projetos dos Estados Membros de promoção da utilização segura da Internet.

No âmbito do programa Safer Internet, a Direção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular, através da Equipa de Missão Computadores, Redes e Internet (DGIDC-CRIE) do Ministério da Educação, desenvolveu, em 2004, o projeto Seguranet, para a promoção de uma utilização esclarecida, crítica e segura da Internet junto dos estudantes do ensino básico e secundário.

Uma das orientações estratégicas do programa de ação Ligar Portugal, adotado pelo Governo em Julho de 2005, era “Assegurar a Segurança e a Privacidade no Uso da Internet“, mais especificamente “garantir que todos, e em particular as famílias, dispõem de instrumentos para proteção de riscos que possam ocorrer no uso da Internet e têm informação sobre como os utilizar”.

A Janeiro de 2011, a então Fundação para a Divulgação das Tecnologias da Informação (atualmente integrada no IPDJ) passou a integrar o Consórcio Internet Segura, ficando responsável pela Linha Ajuda - serviço que iniciou funções em 1 de Junho de 2011. A integração e implementação da helpline nos serviços já disponibilizados pelo Consórcio, resulta da candidatura em 2010 ao Programa Safer Internet com a proposta "Centro Internet Segura Portugal".

O projecto Internet Segura tem quatro linhas de actuação principais:
  1. Sensibilização para a importância da navegação na Internet em segurança
  2. Informação sobre mecanismos e soluções para a navegação segura na Internet
  3. Formação de cidadãos e profissionais na utilização segura da Internet
  4. Operacionalização de uma linha de atendimento de denúncias de conteúdos ilegais e/ou ilícitos por qualquer pessoa que, em estreita colaboração com as forças judiciais e os fornecedores de serviços de Internet, dê maior celeridade à avaliação dos conteúdos assinalados e à concretização de medidas adequadas.
Para conheceres todas as funcionalidades, informações e opções do Projecto Internet Segura, acede ao site oficial: 



Amigos e Amigas,
Lembrem-se que para se navegar pela internet, devemos conhecer as regras de segurança que devemos adoptar para evitar situações desagráveis e perigosas...

setembro 21, 2012

Dia Mundial Sem Carros - 22 Setembro

No dia 22 de Setembro, em cidades do mundo todo, são realizadas atividades em defesa do meio ambiente e da qualidade de vida nas cidades, no que passou a ser conhecido como Dia Mundial Sem Carros.



Na Europa é assinalado o Dia Europeu Sem Carros que partilha os objectivos da União Europeia para a recuperação da qualidade ambiental das cidades da Europa.

O  Dia Sem Carros pretende estimular uma reflexão sobre o uso excessivo do automóvel, além de propor às pessoas que conduzem todos os dias que revejam a dependência que criaram em relação ao carro ou moto.
A ideia é que essas pessoas experimentem, pelo menos nesse dia, formas alternativas de mobilidade, descobrindo que é possível se locomover pela cidade sem usar o automóvel..
A data foi criada na França, sendo adotada por vários países europeus a partir do ano 2000

O dia pretende promover uma série de acções que realçam a importância da consciencialização do público, tendo em vista encorajar o desenvolvimento de novos padrões de comportamento que sejam compatíveis com uma mobilidade urbana melhorada e com uma maior protecção do ambiente.

 Assim com esta data pretende-se:
  • Consciencializar o público - gerando formas de informação e debate sobre a questão da mobilidade urbana (congestionamento, poluição, segurança,...) e soluções para os actuais problemas neste domínio;
  • Dar uma oportunidade às autoridades locais para introduzirem e/ou testarem novos meios de transporte e novas medidas de gestão do tráfego urbano, num contexto favorável do ponto de vista da opinião pública.


O que é a campanha "Dia Europeu sem carros"?

A campanha "Dia Europeu sem carros" surge na sequência de uma directiva europeia (Directiva 96/62/EC) relacionada com a qualidade do ar das nossas cidades. Tendo em conta os crescentes problemas relacionados com o uso do automóvel, vários países da União Europeia, incluindo Portugal, lançaram esta iniciativa.

Dois dos seus principais objectivos são sensibilizar as pessoas para optarem pelos transportes públicos, ou um outro, alternativo ao automóvel particular, e consciencializar as pessoas de que, menos carros nas nossas zonas urbanas, são sinónimo de maior qualidade de vida para os seus cidadãos.

A campanha consiste numa série de actividades, das quais a mais mediática será, sem dúvida, o encerramento ao trânsito de uma zona determinada por cada localidade envolvida. As limitações ao tráfego, naturalmente, variarão consoante as localidades.

 
 
O PORQUÊ DA CAMPANHA EUROPEIA
A poluição do ar e os problemas relacionados com a mobilidade urbana são, hoje, uma das grandes preocupações dos cidadãos europeus.

Um inquérito realizado, recentemente, pela Comissão Europeia, mostra que 70% dos europeus estão agora mais preocupados com a qualidade do ar do que estavam em 1994. A qualidade do ar encontra-se à cabeça da lista das suas preocupações ambientais e o trânsito rodoviário é a principal razão do seu descontentamento, no que se refere ao ambiente em que vivem. (fonte: Eurobarómetro - Comissão Europeia).

No entanto, e simultaneamente, o número de viaturas nas estradas europeias, principalmente nas vias urbanas, continua a aumentar, levando à deterioração da qualidade de vida dos que vivem nas cidades (mais ruído, poluição atmosférica, stress, etc.).

Pressionada pelo agravamento desta situação, a União Europeia adoptou uma Directiva-Quadro (96/62/CE) sobre a qualidade do ar ambiente, que pretende garantir a saúde pública e a qualidade de vida dos cidadãos europeus. Está, igualmente, a ser preparada uma Directiva sobre Ruído.
Ao mesmo tempo, a União Europeia tem vindo a apoiar vários projectos, e a despoletar uma série de iniciativas tendo em conta a resolução ou minimização destes problemas.

O PORQUÊ DA CAMPANHA PORTUGUESA

A nível nacional, e de acordo com o "1º Inquérito Nacional sobre os Portugueses e o Ambiente", a maioria dos inquiridos acha que os principais problemas ambientais que mais se agravaram nos últimos 10 anos foram o "trânsito", o "ruído" e a "qualidade do ar" - três aspectos directamente ligados à mobilidade urbana nas nossas cidades.

Os problemas ambientais que espontaneamente os portugueses identificam como afectando mais a qualidade da sua vida diária são, acima de tudo, a poluição automóvel - fumo dos escapes, barulho e trânsito intenso -, depois o ruído e a poluição do ar. O automóvel surge, assim, como factor desqualificador da qualidade do ambiente, disseminado por todo o país e afectando todos os cidadãos.

setembro 17, 2012

Dica para ser Bom Aluno

Amigos e Amigas...

Com o início do ano escolar, o economista e professor universitário Jorge Rio Cardoso acaba de lançar :
"O Método Ser Bom Aluno 'Bora Lá?".
O livro tem dicas para que os jovens melhorem as técnicas de estudo e conquistem bons resultados nas aulas.


Pequena entrevista realizada ao autor do livro Jorge Rio Cardoso, publicada no Jornal Sol:

No seu livro conta que começou por ser um aluno sofrível, mas acabou por tornar-se um aluno invejável. Essa mudança foi uma questão de método?

Sim, essencialmente de método. Em relação ao meu caso, não tinha a ver apenas com falta de metodologia, mas também com o ambiente familiar e com falta de auto-estima. Mas fui crescendo e aprendi a não estar tão dependente dos pais. Há estudos que apontam que para o sucesso de uma pessoa só 20% tem a ver com a questão do quociente de inteligência (QI) e que o restante tem a ver com aspectos de inteligência emocional. E ter inteligência emocional significa ter capacidade de lutar contra a adversidade e conseguir adiar a recompensa. Isso são coisas que se treinam e que influenciam bastante ser bom aluno.

E qual foi o método que seguiu para conseguir o sucesso escolar?

Comecei a fazer atletismo no Benfica e a ter resultados agradáveis, o que me fez acreditar em mim. Depois comecei a ver que, com esforço, a pouco e pouco, conseguia progredir também na escola. Passei a dividir o estudo em pequenos passos e a focar-me em cada um deles. Isso fez com que o estudo deixasse de me esmagar. Outra coisa importante que fiz foi deixar de me comparar com o ‘crânio’ da turma e começar a comparar-me comigo mesmo, e ver de que forma evoluía ao longo dos meses.

Como é que um aluno deve organizar o seu estudo?

O método, que desenvolvo no livro, deve ser dividido em quatro partes: recolha de apontamentos; interiorização ou memorização da matéria – com alguns sublinhados, não em demasia porque coisas que naquele momento lhe possam parecer muito importantes, depois, quando estiver dentro da matéria, podem não o ser; relacionar matérias; e auto-avaliação, em que o aluno testa se, de facto, sabe a matéria. Depois de terem os apontamentos, aconselho a terem uma folha com os vários tópicos da matéria e criarem um mapa mental. Um dos erros que não se deve cometer é eliminar matéria, pensando que não vai sair nos testes.


O que é um bom aluno?

Há a ideia de que o bom aluno é um nerd, um grande cromo. Quando, na realidade, segundo os depoimentos recolhidos para o livro, os bons alunos são tudo miúdos ou miúdas que têm como hóbis o hip-hop ou o basquetebol. Alguns até são líderes. O bom aluno é aquele que joga na antecipação, aquele que antes do problema aparecer já tem uma solução. Na brincadeira, digo que há o modelo ‘ya fixe’ e o modelo ‘tá-se mal’. O modelo ‘ya fixe’ é aquele em que o aluno estuda, tem bons resultados, ninguém o aborrece e pode ir a festas. O outro é aquele em que o aluno tem maus resultados e vão-lhe cortando cada vez mais a liberdade. Com método, consegue ganhar-se tempo para a diversão.

Para que haja um bom desempenho escolar, parece-lhe essencial que o aluno tenha vida para além da escola. Como gerir os dois campos?

Sim, é essencial. Para os alunos serem excelentes seres humanos devem colocar responsabilização não só
no estudo, mas também na brincadeira. Se está a divertir-se, está mesmo a divertir-se e nem sequer pensa no estudo. E, à medida que o ano vai avançando, a diversão baixa e o estudo aumenta. A vida é feita de dinâmicas.

Os pais devem recompensar os filhos por terem bons resultados na escola?

Os pais não devem dar prémios monetários, mas imateriais. Deve ser, por exemplo, uma recompensa em termos de tempo livre. Se o aluno teve boas notas, os pais podem dar-lhe uma maior autonomia e permitirem, por exemplo, que saia à noite e chegue um pouco mais tarde que o habitual. É um prémio em confiança

setembro 14, 2012

Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozono - 16 Setembro

O Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozono é um dia instituído pela Assembleia Geral das Nações Unidas, através da sua resolução 49/114 de 1994, em comemoração da assinatura do Protocolo de Montreal que definia quais as substâncias que prejudicam e destroem a Camada de Ozono.



Esta comemoração mundial pretende ser uma oportunidade para chamar a atenção e tomar medidas de acção a nível global, regional e nacional relativas à protecção da camada de ozono.

A comemoração deste dia é uma oportunidade para uma reflexão conjunta e concertada sobre a necessidade de realização de acções e adopção de comportamentos que contribuam para a protecção do velho protector dos seres vivos na Terra, a camada de ozono.

Os primeiros sinais de convalescença da atmosfera vieram a imprimir mais força a todos aqueles que lutam, incansavelmente, para a reconstituição integral do velho protector dos seres vivos na Terra. Para quem lida directamente com a problemática da protecção da camada do ozono, é gratificante saber que as medidas que vêm sendo tomadas no quadro do Protocolo de Montreal têm vindo a surtir os efeitos preconizados, e isso dá-nos mais força para continuarmos.

setembro 10, 2012

Sempre a Aprender: De onde vem o Papel?

Amigos e Amigas,

Vamos aprender com a série  De Onde Vem? que é uma série de desenhos animados brasileira  produzida pela TV PinGuim exibida em diversos canais no Brasil. Os desenhos animados têm como objetivo tirar dúvidas.

Os desenhos animados são protagonizados pela menina Kika que tem sempre com dúvidas sobre de onde vem certas coisas.  Nos desenhos animados as personagens são representados por objectos animados que respondem às dúvidas de Kika.

Assim, pode-se aprender de uma forma mais divertida, novos conceitos e temas...

De Onde Vem o Papel? 


setembro 07, 2012

Dia Internacional da Alfabetização - 8 Setembro


O dia 8 de setembro foi declarado em 1967, pela ONU e pela UNESCO, como o Dia Internacional da Alfabetização, com o objetivo de despertar a consciência da comunidade internacional e chegar a um compromisso mundial em relação ao desenvolvimento e à educação

Há, no mundo, cerca de 880 milhões de adultos que não sabem ler nem escrever. O desenvolvimento económico, o progresso social e a liberdade dos seres humanos dependem do estabelecimento de um nível básico de alfabetização em todos os países do mundo.

Fala-se em alfabetização básica, quando uma pessoa sabe ler, escrever e conhece as principais regras de cálculo. Segundo a UNESCO, uma pessoa é analfabeta quando não consegue ler ou escrever uma pequena frase sobre sua vida. No entanto, aos números mencionados acima, podemos adicionar as centenas de milhões de "analfabetos funcionais", pessoas que sabem ler e escrever uma frase simples, mas não vão muito além disso. Por exemplo, não sabem preencher um formulário, interpretar um artigo de jornal ou usar os números na dia-a-dia.

Talvez a definição mais correta de alfabetização seja do pedagogo brasileiro Paulo Freire:

"A alfabetização é mais, muito mais, que ler e escrever. É a habilidade de ler o mundo, é a habilidade de continuar aprendendo e é a chave da porta do conhecimento".
O tema para 2012 será "A Alfabetização e a Paz" - adotado pela DNUA (ONU) para demonstrar os múltiplos usos e valores que a alfabetização possibilita para as pessoas. Sem dúvida, contribui para a PAZ na medida em que facilita a promoção das liberdades individuais e a compreensão do mundo, assim como a prevenção ou resolução de conflitos. 


setembro 05, 2012

Sugestão: Livro - "Sabes o que é??"


Amigos e Amigas,
Para as mentes curiosas e interessadas em descobrir e aprender coisas novas, a Biblioteca Municipal Lídia Jorge, recomenda este livro, que podes encontrar no sector infanto-juvenil:

«SABES O QUE É? Mais de 200 perguntas e respostas»


Aqui ficam 3 termos, retirados do livro, ligados ao tema Saúde:
 
VÍRUS
Os Vírus são micro organismos que apenas podem reproduzir-se dentro de uma célula viva. O contágio ou transmissão destes micróbios pode dar-se de várias formas, e são muitas as enfermidades que provocam, como, por exemplo: a gripe, a varíola e a SIDA. No entanto, são também muitas as viroses que podem ser prevenidas por meio de vacinas.


ORTODONTIA
Existem malformações dentárias e dos maxilares que podem ser corrigidas por meio de técnicas especiais que constituem a ortodontia. Esta especialidade da medicina, depois de estudar as radiografias, recomenda o tipo de aparelho corrector que os pacientes, na sua maioria crianças, devem usar durante um período de tempo. Estes aparelhos possuem dispositivos extensíveis e actuam sobre o tecido ósseo corrigindo as malformações diagnosticadas.


CHECK-UP
Este é um termo inglês que significa verificar. E é disso que se trata, verificar o estado geral da saúde por meio de variados exames e análises. Os médicos de medicina preventiva recomendam que se faça um check-up anualmente, e são muitas as empresas que fazem os seus empregados consultar o médico para prevenir possíveis doenças.


Boas Leituras, Amigos e Amigas...





setembro 04, 2012

Vamos Conhecer: J. K. ROWLING

Joanne Kathleen Rowling, conhecida como J. K. Rowling nasceu em Yate, South Gloucestershire, em Inglaterra no dia 31 de Julho de 1965.
Esta escritora britânica de ficção é a autora dos sete livros da famosa e premiada série Harry Potter.

J. K. Rowling  enfrentou uma série de dificuldades até atingir a riqueza e a fama como escritora, passando-se longos anos até que o seu livro Harry Potter e a Pedra Filosofal  chegasse às prateleiras, com a ajuda de seu agente literário Christopher Little.


Desde então, J. K. Rowling escreveu mais seis livros, acerca de Harry Potter  que a tornaram rica, e capacitaram-na a contribuir com instituições que ajudam a combater doenças, injustiças e a pobreza.

Os seus livros, foram traduzidos para cerca de 64 línguas, venderam mais de 400 milhões de cópias pelo mundo todo, e renderam à autora por volta de 576 milhões de libras, mais ou menos 1 bilhão de dólares, segundo estimativa da Revista Forbes em Fevereiro de 2004, tornando-a a primeira pessoa a tornar-se bilionária (em dólares) escrevendo livros.

Harry Potter

A série de aventuras fantásticas escrita por J. K. Rowling é constituída por sete livros e, grande parte da narrativa acontece na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts e foca os conflitos entre Harry Potter e o bruxo das trevas Lord Voldemort.
Ao mesmo tempo, os livros exploram temas como amizade, ambição, escolha, preconceito, coragem, crescimento, responsabilidade moral e as complexidades da vida e da morte, e acontecem num mundo mágico com suas próprias histórias, habitantes, cultura e sociedades.

Os títulos dos Livros:


  • Harry Potter e a Pedra Filosofal - 1997
  • Hary Potter e a Câmara dos Segredos - 1998 
  • Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - 1999 
  • Harry Potter e o Cálice de Fogo - 2000 
  • Harry Potter e a Ordem da Fénix - 2003  
  • Harry Potter e o Principe Misterioso - 2005  
  • Harry Potter e os Talismãs da Morte - 2007 


  • CURIOSIDADE sobre o nome J.K. Rowling:

    O nome da autora é apenas Joanne Rowling, sem nome do meio.  A abreviatura K é de Kathleen, nome de sua avó preferida Kathleen Rowling, e foi escolhida na ocasião do lançamento do primeiro livro da série no Reino Unido, Harry Potter e a Pedra Filosofal, quando Christopher Little, agente literário da autora, e Bloomsbury, a sua editora, temendo que as crianças não lessem um livro escrito por uma mulher, pediram a Joanne que assinasse com as suas iniciais, não deixando transparecer que era uma mulher.
    Joanne pensou em J.Rowling, mas não atendia ao pedido de duas iniciais da editora e por fim acabou por homenagear a sua avó, criando uma assinatura que ficou muito famosa a partir de então.