dezembro 03, 2012

Vamos Conhecer: Antoine de Saint Exupéry

Antoine de Saint Exupéry nasceu em 1900 e morreu em 1944, foi um escritor, ilustrador e piloto francês, conhecido pela autoria do livro o “Príncipezinho”.

Entre as suas famosas frases, podemos destacar: “O essencial é invisível aos olhos”.


Antoine-Jean-Baptiste-Marie-Roger Foscolombe de Saint-Exupéry nasceu em Lyon, França. Era o terceiro filho do conde Saint-Exupéry e da condessa Marie Foscolombe.

Estudou no colégio jesuíta Notre Dame de Saint Croix. E mais tarde, estudou no colégio de maristas, em Friburgo, na Suíça. Entrou para o serviço militar na aviação depois de ter sido reprovado para a Escola Naval. Tornou-se piloto civil e subtenente da reserva. Atuou também como piloto de linha. Foi cabo militar no sul de Marrocos, negociando com pilotos detidos nos acidentes ocorridos naquele local.

Antoine de Saint-Exupéry escreveu em jornais e revistas francesas. Assuntos como a guerra civil e a ocupação alemã da França foram temas recorrentes nos seus textos.

Antoine de Saint Exupéry morreu num acidente de avião, em 31 de julho de 1944, provavelmente, perto da baía de Carqueiranne, em Toulon. O seu corpo nunca foi identificado.

O seu livro mais famoso é o “Príncipezinho".

Le Petit Prince pode parecer simples, porém apresenta personagens plenas de simbolismos: o rei, o contador, o geógrafo, a raposa, a rosa, o adulto solitário e a serpente, entre outros.

O personagem principal vivia sozinho num planeta do tamanho de uma casa que tinha três vulcões, dois ativos e um extinto. Tinha também uma flor, uma formosa flor de grande beleza e igual orgulho. Foi o orgulho da rosa que arruinou a tranquilidade do mundo do pequeno príncipe e o levou a iniciar uma viagem que o trouxe finalmente à Terra, onde encontrou diversos personagens, a partir dos quais conseguiu repensar o que é realmente importante na vida.

O romance mostra uma profunda mudança de valores, e sugere ao leitor quão equivocados podem ser os nossos julgamentos, e como eles podem levar-nos à solidão. O livro eva-nos à reflexão sobre a maneira de nos tornarmos adultos, entregues às preocupações diárias, e esquecidos da criança que fomos e somos.

Outras obras e textos de Antoine de Saint Exupéry:
O aviador (1926);
Correio do Sul (1929);
Vôo nocturno (1931);
Terra de Homens (1939);
Piloto de guerra (1942);
Carta a um refém (1944);
Cidadela (1948);
Cartas da juventude (1953);
Cadernos (1953);
Cartas à mãe (1944);
Escritos de guerra (1982).

* Apesar de ter falecido em Julho de 1944, alguns textos apenas foram publicados após a sua morte.

FONTE: http://www.e-biografias.net/antoine_de_saint_exupery/

Sem comentários: