outubro 01, 2012

Dia Internacional da Música - 1 Outubro

O Dia Internacional da Música comemora-se anualmente no dia 1 de Outubro.

A data foi instituía em 1975 pelo International Music Council, uma institução fundada em 1949 pela UNESCO, que agregava vários organismos e individualidades do mundo da música.

O objectivo da celebração do Dia da Música é:
  • Promover a arte musical em todos os sectores da sociedade;
  • Aplicação dos ideais da UNESCO como a paz e amizade entre as pessoas; evolução das culturas e troca de experiências.


Em Portugal este dia será assinalado, entre concertos e exibições musicais em diversos locais, com uma conferência em Lisboa, onde músicos, agentes e promotores de espectáculos participam e onde serão debatidas estratégias de exportação da música portuguesa, segundo notícia da agência Lusa.

CURIOSIDADE:
Como surgiu o Gira - Discos ?

Em 1878, Thomas Edison inventou um fonógrafo em lata que, produzia um som mau e as gravações estragavam-se ao fim de um dia de uso.
Alexander Graham Bell tentou a sua sorte com o grafofone, que reproduzia sons através de um cilindro de cera. Cada cilindro tinha de ser gravado separadamente, tornando inviável a produção em série de uma mesma música.

Emile Berliner, um alemão que se radicou em Washington, resolveu este problema, em 1887, ao inventar o gramofone, um sistema de gravação e reprodução de som que podia ser utilizado repetidamente, permitindo a realização de várias cópias a partir de um original.
Este inventor optou também por deixar de parte os cilindros e começou a gravar em discos planos, objectos em vinil com estrias em espiral.

O gramofone tocava discos de 78 rotações por minuto (rpm) através de uma agulha que transportava as vibrações mecânicas saídas do vinil para um cone que amplificava o som.

A partir de 1920, surge o gira-discos, o disco fica assente numa base redonda, que roda a uma velocidade constante, 33 1/3, 45 ou 78 rpm, movida por um motor, e é contactado por um braço com uma agulha na ponta, que transmite vibrações transformadas depois em impulsos eléctricos.

Os discos de 78 rpm continuaram a dominar o mercado até cerca de 1948, altura em que surgiram os primeiro discos de longa duração, que rodavam em 33 1/3 e 45 rpm, respectivamente Long Players (LP) e Singles. Além de um som ligeiramente melhor, tinham uma duração superior. Os de 78 rotações acabaram por desaparecer em 1957, depois de ter sido operada uma verdadeira revolução tecnológica destinada a tirar partido dos novos discos.

O gira-discos é um aparelho hoje caído em desuso que emite música gravada em discos de vinil. O avanço tecnológico levou à criação do CD, de som cristalino e límpido, e ao declínio dos gira-discos, peças cada vez mais raras e a que só recorrem os fiéis do género.






Sem comentários: